Guarda Mirim de Suzano realiza ação especial em alusão ao Dia Internacional da Mulher

Projeto foi desenvolvido pela 66ª turma da Formação Básica em homenagem à força feminina

A Guarda Mirim de Suzano (GMS Brasil) realizou nesta quarta-feira (09/03) um evento especial em alusão ao Dia Internacional da Mulher, relembrado na última terça-feira (08/03). A iniciativa, realizada anualmente na unidade Santa Lúcia, contou com apresentações dos adolescentes da 66ª turma do curso de Formação Básica da instituição. Os grupos elaboraram uma série de atividades como forma de abordagem à promoção da igualdade de gênero e combate ao machismo.

De acordo com o presidente da entidade, Eduardo Raffoul, as apresentações são uma forma de ensinar, de modo dinâmico, a importância da data e inspirar os adolescentes na manifestação de seus pensamentos e opiniões. “Os jovens idealizaram as atividades, ensaiaram e se dedicaram para levar uma mensagem que reforça o valor da mulher perante à sociedade, além de se colocarem contra o machismo e a discriminação por gênero”, explica.

O evento foi dividido em dois blocos. O primeiro foi aberto pela apresentação do artigo científico “A luta feminina para a igualdade e reconhecimento na história”, que abordou os problemas historicamente enfrentados por mulheres, além das conquistas obtidas social e legalmente para garantia de seus direitos. O trabalho foi seguido da apresentação “Por todas que já fomos”, paródia musical que reforça a forma feminina e relembra sobreviventes de casos de violência física, sexual e moral e suas contribuições para a luta por igualdade.

A peça teatral “A história de Mary Kay” mostrou um pouco sobre a jornada de superação da fundadora da marca de mesmo nome, que enfrentou o machismo no ambiente corporativo e criou uma das maiores empresas do segmento de beleza e cosméticos. Após o espetáculo, outro grupo apresentou a dança “Ninguém me cala”, uma manifestação contra o silenciamento feminino.

A primeira etapa do evento foi finalizada pelo jogral “Debate Feminino”, que questionou a desigualdade persistente entre homens e mulheres, mesmo após conquistas de leis e evoluções sociais que deram espaço ao feminino na sociedade.

A segunda parte da celebração contou com o artigo científico “Desigualdade entre homens e mulheres”, que explorou os tipos de violência, quais os direitos fundamentais e a desigualdade no mercado de trabalho. Já na paródia musical “Musa da Liberdade”, os adolescentes trouxeram uma mensagem otimista, exaltando o poder feminino e todas as vitórias obtidas em prol das mulheres no último século.

A segunda peça do dia, “Conquista de Marie Curie”, apresentou a história de vida e as descobertas revolucionárias da cientista francesa. A apresentação foi seguida de outra manifestação de dança, dessa vez para a música “Mulher Independente”, com uma mensagem sobre a força e perseverança das mulheres.

No jogral “Mulher pode, mulher consegue”, os jovens falaram sobre a luta por direitos e as batalhas travadas diariamente para a conquista de direitos iguais, respeito, visibilidade e valorização das causas femininas. Para o fechamento da celebração, três integrantes da Fanfarra da GMS Brasil tocaram duas músicas em homenagem às mulheres e meninas presentes no evento.

Raffoul aponta que o projeto é um dos orgulhos da instituição e que, após dois anos paralisado por conta da pandemia, é uma honra realizá-lo novamente com a nova turma. “Os adolescentes estiveram muito engajados na fase de criação, organização e ensaio das ações apresentadas hoje. Para toda a equipe da GMS, é uma grande alegria ver os jovens usando a arte para se manifestar, defender a causa e compartilhar com os colegas conhecimento para o combate ao sexismo”, finaliza.

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Mais notícias

No more posts to show